Rainha dos vices quer dar a volta por cima

Nossos hermanos argentinos são conhecidos pela habilidade em campo e pela irreverência de seus torcedores nas arquibancadas. Apesar de sempre figurar como uma das favoritas em todos os torneios que disputa,  a seleção vem frustando seus aficionados já há bastante tempo. O jejum da albiceleste já dura 23 anos. Neste período, foram 07 vice-campeonatos.  Messi, o maior astro do time, já acumula 04 segundos lugares, 03 na Copa América: ( 2007, 2015 e 2016) e um na Copa do Mundo em 2014, quando perderam a final para a Alemanha na prorrogação.

Torcida Argentina
Torcedores argentinos são conhecidos pela irreverência – Imagem –  Reprodução Internet

O peso da falta de títulos é tão grande, que Messi chegou a declarar, após a perda do título da Copa América Centenário para o Chile em 2016, que não jogaria mais representando seu país: “É incrível, mas não dá. Não passamos outra vez nos pênaltis! É a terceira final seguida. Nós buscamos, tentamos. É difícil, o momento é duro para qualquer análise. No vestiário pensei que acabou. Que a seleção não é pra mim. É o que sinto agora, é uma tristeza grande que volto a sentir – disse à época em entrevista ao canal “TyC Sports”.

A atitude do camisa 10 causou comoção na Argentina e houve uma mobilização geral pela volta do jogador. O prefeito de Buenos Aires inaugurou uma  estátua e fez pedido para que o atleta revisse sua decisão e até o presidente Maurício Macri chegou a ligar para o jogador. Maradona também aderiu à campanha, e houve um ato nas ruas de Buenos Aires reunindo cerca de 500 pessoas para demostrar apoio ao jogador do Barcelona.

faixamessi_efe349
Anúncio de saída de Messi da seleção causou mobilização na Argentina –  Imagem – Reprodução Internet

Os apelos deram certo e para alegria dos fãs argentinos, o camisa 10 voltou atrás da sua decisão 01 mês e meio depois de fazer o anúncio. “Não quero causar nenhum dano,  muito pelo contrário, sempre pretendi ajudar no que eu puder”. É necessário arrumar muitas coisas no futebol argentino, mas prefiro fazer isso de dentro e não criticando de fora” – disse em comunicado à imprensa.

O craque refletiu também sobre a influência que exerce sobre os jovens: “Não quero passar a mensagem que devemos desistir de nossos sonhos”.

Ainda que tenham chegado de forma discreta à Rússia, negando qualquer protagonismo,  após uma campanha sofrida nas Eliminatórias, é evidente que o desejo de Messi e de seus companheiros é deixar a fama de amarelões para trás e ao fim fazer história e levantar uma taça pela sua seleção. Apesar da falta de sorte anterior, eu não deixo a Argentina de fora da lista dos favoritos, afinal, não se encontra um Messi em qualquer time por aí e com sede de vitória então,  quem arriscaria duvidar que tudo é possível? 😉

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: