Os 10 vulcões mais perigosos da América Latina

Os vulcões causam admiração e espanto. Promovem belas paisagens, mas ao mesmo tempo podem representar perigo. Por aqui no Brasil, não existem vulcões ativos porque o território brasileiro situa-se em uma área em que não há encontros entre placas tectônicas e é justamente nas áreas em que esse encontro acontece, que surge a grande maioria dos vulcões ativos do planeta.

Se por aqui não precisamos nos preocupar com esses poderosos agentes naturais, em outros países da América Latina, a situação é bem diferente.  A BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC, listou  os 10 mais perigosos vulcões latino-americanos, confira a listagem abaixo:

1. Popocatépetl, México

Com 5.452 metros de altura, é um dos vulcões mais ativos – e, portanto, um dos mais monitorados – do México. Também conhecido com “Popo” ou “Don Goyo”, fica a 70 quilômetros da Cidade do México e uma erupção maior é capaz de afetar aproximadamente 25 milhões de pessoas.

Desde 1994, entrou numa fase de atividade com emissões de lava e explosões de cinzas. Em 2016, uma nuvem de cinza de 3 quilômetros de altura colocou em alerta o Estado de Puebla.

vulcão 01
Vulcão Popocatépetl – México – Reprodução Internet

2. Colima, México

É considerado o vulcão mais ativo do México. Nos últimos anos, expeliu fumaça e material incandescente várias vezes.

Com 3.280 metros de altura, fica entre os Estados de Jalisco e Colima. Entre 2015 e 2016, sua atividade provocou uma intensa nuvem de cinzas que forçou a retirada de comunidades vizinhas.

Vulcão 02
Vulcão Colima – México – Imagem Reprodução Internet

 3. Turrialba, Costa Rica

Cravado no centro do país, Turrialba fica a 60 quilômetros de San José, a capital costa-riquenha. Em setembro de 2016, registrou sua maior erupção em décadas, espalhando uma nuvem de cinzas por aldeias locais.

Desde então, tem expelido, com frequência, cinzas, gases e material incandescente.

Vulcão 03
 Vulcão – Turrialba – Costa Rica – Imagem – Internet 

4.  Galeras, Colômbia

Na Colômbia, o Galeras é um dos vulcões mais ativos do país. Em 1993, entrou em erupção e matou um grupo de cientistas e turistas que estavam dentro dele.

Durante os últimos anos, tem se mantido em atividade constante, mas com erupções pequenas, expelindo cinzas e fumaça ocasionalmente.

vulcão 04
Vulcão – Galeras Colômbia

5. El Nevado del Ruiz, Colômbia

Segundo o Serviço Geológico da Colômbia, ele apresenta uma atividade sísmica regular e também expele cinzas com frequência.

El Nevado del Ruiz, de 5.364 metros e localizado na zona cafeteira do país, provocou uma das piores tragédias naturais da história colombiana em 1985. Ele entrou em erupção e matou mais de 25 mil pessoas em Armero.

vulcão 05
Vulcão El Nevado del Ruiz – Colômbia – Reprodução Internet

6. Cotopaxi, Equador

O vulcão Cotopaxi tem 5.897 de altura e está localizado a 50 quilômetros ao sul de Quito, a capital equatoriana.

Apesar de a última grande erupção do Cotopaxi ter ocorrido em 1887, em 2015 ele lançou grandes nuvens de cinzas e colocou o país em alerta. Desde então, passou a ser um dos vulcões mais monitorados da região.

Vulcão 06
Vulcão Cotopaxi – Equador – Reprodução Internet

7. Tungurahua, Equador

O Tungurahua tem 5.019 metros de altura e está a 180 quilômetros ao sul de Quito.

Ele se mantém ativo desde 1999, alterando períodos de relativa calma com outros de maior intensidade.

vulcão 07
Vulcão – Tungurahua – Equador – Reprodução Internet

8. Ubinas, Peru

O vulcão mais ativo do Peru fica no Departamento (Estado) de Moquegua, ao sul do país, e é vigiado constantemente pelo Instituto Geológico (Ingemmet). Entre 2006 e 2009, registrou seu último período de alta atividade, com explosões moderadas e expulsão de cinzas e fumaça.

Os gases tóxicos liberados nas erupções causaram danos significativos em plantações próximas ao vulcão. A cidade de Arequipa, com cerca de 1 milhão de habitantes, fica a 70 quilômetros do vulcão.

vulcão 08
Vulcão Ubinas – Peru Reprodução Internet 

9. Villarrica, Chile

No Chile, estima-se que existam cerca de 95 vulcões ativos.

O Villarrica, de 1.847 metros de altura, está localizado numa área turística ao sul do país. Ele é considerado um dos mais ativos do Chile. Depois de 15 anos sem registrar atividades importantes, ele entrou em erupção em março de 2015, espalhando cinza e lava a mais de 1 mil metros de altura.

Vulcão 09
Vulcão – Villarica – Chile – Imagem Reprodução Internet

10. Calbuco, Chile

Depois de quatro décadas de calmaria, o vulcão Calbuco, no sul do Chile, entrou em erupção de forma inesperada em 2015.

A coluna de cinzas expelida pelo vulcão obrigou as autoridades locais a declarar alerta vermelho e a retirar mais de 4 mil pessoas dos arredores.

Vulcão 10
Vulcão – Calbuco – Chile – Imagem Reprodução Internet 

Lindos né? Mas pra admirar bem de longe…. Rs

Fonte: Site BBC Brasil

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: