Mas com qual b?

Todo estrangeiro que começa a estudar espanhol se depara com uma situação um tanto inusitada logo ao conhecer o alfabeto: As letras B (bê)  e V (uve)  tem o mesmo som em muitos países.  Tanto que são chamadas também de b larga e b  corta (v). Esse fato costuma gerar algumas confusões até mesmo entre os falantes nativos na hora de escrever.

Em um episódio do nosso querido Chaves, eles brincam com o tema. A Chiquinha pergunta ao Chaves com qual “B” se  escreve “Valentin” e ele (como já podemos imaginar) faz uma grande bagunça pra tentar responder.

No vídeo abaixo, a professora Juliana Maester, do canal “Vamos a hablar español” explica sobre o tema comentando esse divertido episódio. Confira no link abaixo 😉

 

Para usar en la cancha

A Copa do Mundo da Rússia está chegando ao final, e já contamos os dias para o próximo Mundial no Catar. Pra você já ir se preparando para a festa, aprenda as principais expressões futebolísticas em espanhol. 😉

Cancha 01

Cancha 03Cancha 02.jpg

*Observações:  Também se usa “cancha” para se referir ao campo, “hinchada” para torcida e “hinchas” para torcedores. 

Fonte –  Instagram: @espanholentrelineas

La Mar

Terminei há pouco de ler “O velho e o mar” premiada obra do escritor  norte- americano Ernest Heminguay, e além da comovente história, (que recomendo a todos), me chamou atenção um certo trecho do livro onde o autor explica que o velho sempre se referia ao mar como “la mar”, isso mesmo no feminino.

Heminguay viveu por duas décadas em Cuba, e a cultura local serviu de inspiração para o livro.  Fiquei curiosa pra saber se a palavra no feminino é realmente usada entre os hablantes reais ou se faz parte apenas da narrativa do escritor.

Resolvi  então dar aquela pesquisada básica no google e a resposta, pra minha surpresa, era que Sí, se puede decir la mar  también!  De acordo com a Real Academia Española, a palavra é considera ambígua, portanto admite os dois gêneros e ambos artigos (el / la).

É mais comum se ouvir “La Mar” em grupos como pescadores, marinheiros e pessoas em geral que passam tempo no mar,  e também para quem vive em zonas litorâneas (exatamente como é relatado no livro).  Também é muito utilizada poeticamente.

Trecho extraído de “O velho e o Mar”

O velho pensava no mar sempre como sendo la mar, que é como lhe chamam em espanhol quando verdadeiramente o querem bem. Ás vezes aqueles que o amam lhe dão nomes vulgares, mas sempre como se fosse uma mulher. Alguns dos pescadores mais novos, aqueles que usam boias como flutuadores para as suas linhas e têm barcos a motor, comprados quando os fígados dos tubarões valiam muito dinheiro, ao falarem do mar dizer el mar, que é masculino. Falam do mar como um adversário, de um lugar ou mesmo de um inimigo. Entretanto, o velho pescador pensava sempre no mar no feminino e como se fosse uma coisa que concedesse ou negasse grandes favores; mas se o mar praticasse selvagerias ou crueldades era só porque não podia evitá-lo. “A lua afeta o mar tal como afeta as mulheres”, refletiu o velho…

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑